Ultimas Notícias
Caso de injúria racial leva promotor a prender homem no fórum de Pires do Rio
08/08/2018
      O promotor de Justiça Tommaso Leonardi deu voz de prisão em flagrante, nesta terça-feira (7/8), a Celson Alves da Silva por injúria racial, cometida na sala e Secretaria do Fórum de Pires do Rio. Conhecido de um acusado em processo penal, Celson injuriou uma testemunha do caso, chamando-a, por algumas vezes, de “neguinho folgado”, antes que ela entrasse na sala de audiência. A situação foi presenciada pelo promotor, que tomou a providência.

      A conduta de Celson está em investigação. O promotor verificou, ainda, que o autor do delito possui passagens pela prática de outros crimes na cidade. Tommaso Leonardi lembra que injúria racial é crime, previsto no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, cabível de punição com três anos de reclusão. (Texto: Melissa Calaça – Estagiária da Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – Supervisão: Ana Cristina Arruda)

     


COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Quanto é 5 + 10Responda:

Mais Recentes

AINDA NÃO HÁ NENHUM COMENTARIO, SEJA VOCÊ, O PRIMEIRO A COMENTAR...

Fique Ligado
Ex-prefeita de Pires do Rio Cida Tomazini e outros 5 acionados pelo MP têm bens bloqueados

Concurso IF GOIANO

Cursos grátis na Casa da Cultura em Pires do Rio

Prefeito Issy Quinan Júnior reivindica volta do serviço 190

Confiança dos micro e pequenos empresários cresce, diz pesquisa

enso Escolar 2018 - aberta a segunda etapa para coleta de dados

Posse nova subsecretaria regional de Educação reúne lideranças da cidade e educadores

Posse nova subsecretaria regional de Educação reúne lideranças da cidade e educadores

Jornal
do Sudeste
MENU