Ultimas Notícias
CNM debate Encontro de Contas, precatórios e PIS/Pasep
18/09/2018
     Durante reunião entre o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, o diretor executivo da entidade, Gustavo Cezário, e a equipe do Ministério da Fazenda, da Casa Civil e da Secretaria de Governo da Presidência foram discutidos importantes pleitos do movimento municipalista, como o encontro de contas.

      O grupo avaliou minuta de portaria e o decreto a ser publicado, em breve, instituindo o Comitê Permanente de Revisão da Dívida Previdenciária Municipal (CRDPM). Os representantes do Executivo também aproveitaram a ocasião para tratar de acordos e divergências sobre precatórios e a cobrança do PIS/Pasep sobre os fundos de previdência.

      A respeito do Encontro de contas, foram discutidos os mecanismos que vão dar transparência às informações dos débitos e créditos e criar o caminho administrativo que vai possibilitar aos Municípios alinharem as dívidas. Entre os pontos acordados, está o de que os comitês contarão com seis representantes de Municípios, sendo cinco indicados pela CNM. As normas devem ser aprovadas pela Segov e pelo Ministério da Fazenda, e espera-se a publicação do decreto até novembro.

      \"A informação é pública e não conseguimos até hoje. Esperávamos um caráter revisor efetivo do Comitê\", afirmou Aroldi, reforçando que, atualmente, para questionar qualquer débito consolidado contra a administração local, o gestor tem à disposição apenas recursos inócuos à própria Receita Federal ou ao Judiciário. Conforme o presidente destacou na reunião, a Justiça reiteradamente tem dado ganho de causa aos Municípios, mas, como a União sempre recorre, os processos vêm se arrastando, o que mantém o Ente negativado e impedido de refinanciar. Situação que se tornou insustentável com a crise econômica.

      Histórico

     O Encontro de Contas permitirá aos Municípios saberem de fato quais são suas dívidas previdenciárias com a União, a partir de um comparativo entre débitos e créditos entre os Entes da Federação. Demanda histórica do movimento municipalista, foi aprovado no Congresso Nacional ano passado, teve trechos vetados pelo presidente e a derrubada dos vetos. A Portaria 754/2018 previu o funcionamento de um comitê para alinhar com os Municípios a dívida e, desde então, a CNM tem participado dos debates.

      Precatórios e RPPSA linha de crédito para financiar a dívida que os Municípios têm com os precatórios e o decreto que trata do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) para estender o prazo para o pagamento do passivo, retirando a cobrança de PIS/Pasep sobre os fundos, foram os outros dois assuntos debatidos. As equipes técnicas esclareceram que, sobre os precatórios, já existe uma minuta, analisada juridicamente. A representante da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) explicou que o órgão levantou questionamentos jurídicos sobre os modelos e os critérios para a linha de crédito.

      Estimativa da CNM aponta que só dos Municípios são R$ 40 bilhões em precatórios. “Se a gente entregasse as regras para o novo governo, durante a transição após outubro, seria um grande avanço”, concluiu Aroldi. As mudanças no PIS/Pasep, previstas em Projeto de Lei, também tiveram os impactos levantados pela equipe do Executivo Federal.

      Assessoria de Comunicação da AGM - Fonte CNM


COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Quanto é 4 + 5Responda:

Mais Recentes

AINDA NÃO HÁ NENHUM COMENTARIO, SEJA VOCÊ, O PRIMEIRO A COMENTAR...

Fique Ligado
Ex-prefeita de Pires do Rio Cida Tomazini e outros 5 acionados pelo MP têm bens bloqueados

Concurso IF GOIANO

Cursos grátis na Casa da Cultura em Pires do Rio

Prefeito Issy Quinan Júnior reivindica volta do serviço 190

Confiança dos micro e pequenos empresários cresce, diz pesquisa

enso Escolar 2018 - aberta a segunda etapa para coleta de dados

Posse nova subsecretaria regional de Educação reúne lideranças da cidade e educadores

Posse nova subsecretaria regional de Educação reúne lideranças da cidade e educadores

Jornal
do Sudeste
MENU