Ultimas Notícias
Matérias de interesse dos municípios na pauta do Congresso Nacional
05/11/2018
      Nesta primeira semana pós-eleições, estão agendadas nos plenários e nas comissões do Congresso Nacional as votações de matérias de diferentes áreas, que vão do turismo, meio ambiente e cultura à defesa civil, desenvolvimento rural e finanças. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) acompanha as tramitações dessas matérias e articula para que as mesmas sejam aprovadas de acordo com os interesses dos municípios.

        Dentre elas está a Medida Provisória (MP) 844/2018, que define um novo marco legal para o saneamento. Ela está na pauta da terceira reunião da Comissão Mista, que deverá enfim nomear o presidente e o relator do texto.

        Além da MP, a CNM vai acompanhar de perto os debates sobre o 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), a ampliação da conectividade aérea, as Áreas de Preservação Permanente, a Lei da Política Agrícola, o Fundo Nacional de Segurança Pública, a região do semiárido e a revisão geral anual da remuneração e do subsídio dos agentes públicos. Na lista de projetos a serem apreciados, há posicionamento favorável e contrário da Confederação. É importante o gestor e os parlamentares terem conhecimento das propostas e dos impactos locais para estarem alinhados à posição do movimento. Para isso, a CNM divulga a pauta semanal no topo do site do Observatório Político, em Proposições.

        1% FPM

        Lançado como medida urgente para os Municípios lidarem com a crise econômica e a tradicional queda de repasse no mês, o acréscimo de 1% do FPM no primeiro decêndio de setembro de cada ano está mais próximo de virar realidade. Em abril deste ano, o relator Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA) deu parecer favorável à PEC 391/2017.

        Incentivo turístico

        Ao elevar a participação do capital estrangeiro nas empresas de transporte aéreo, o Projeto de Lei (PL) 2724/2015 possibilita a ampliação da conectividade aérea no país. Com maior número de companhias em operação, mais investimentos e empresas, criam-se novas rotas, reduzem-se custos ao consumidor e amplia-se a aviação regional. Junto ao Ministério do Turismo e à Infraero, a CNM tem acompanhado o debate e mobilizado deputados para aprovação do projeto no Plenário

        Remuneração e LRF

        Entre as votações, a do Projeto de Lei do Senado (PLS) 228/2018 merece atenção especial pelo impacto negativo que tem na administração local. A matéria tipifica como crime de responsabilidade o não envio de proposta de revisão geral anual da remuneração e do subsídio dos agentes públicos ao Poder Legislativo. Por implicar em risco ao gestor local ser enquadrado na LRF, a CNM é contra e pede aos gestores que sensibilizem os parlamentares para rejeitar o texto.

        Assessoria de Comunicação da AGM -  Fonte: CNM


COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Quanto é 1 + 8Responda:

Mais Recentes

AINDA NÃO HÁ NENHUM COMENTARIO, SEJA VOCÊ, O PRIMEIRO A COMENTAR...

Fique Ligado
TJ confirma que religação de água não é condicionada à quitação de todos os débitos do mesmo CPF

A educação pública na vala comum

Festa do Rosário: tradição se repete em 2018

A TRADIÇÃO SE REPETE EM 2.018

A TRADIÇÃO SE REPETE EM 2.018

A TRADIÇÃO SE REPETE EM 2.018

Idosos da zona rural se aposentam em Maurilândia durante Acelerar Previdenciário

Desfile Cívico em comemoração aos 96 anos de Pires do Rio

Jornal
do Sudeste
MENU