Ultimas Notícias
Idosos da zona rural se aposentam em Maurilândia durante Acelerar Previdenciário
11/11/2018
      Aos 92 anos, Darcila Ferreira Arantes também se aposentou. “Eu não quis me aposentar porque recebo a pensão do meu marido que morreu e fiquei com medo de não ter direito ao benefício”, afirmou. Moradora de um assentamento da região e bem lúcida, a idosa contou que é mãe de 4 filhos e 4 netos. “Graças a Deus tenho uma família direita”, destacou.

     Ela narrou ainda que o marido morreu há 58 anos e que foi muito difícil superar a morte dele. “Ele foi assassinado pelo irmão, na época, eu fiquei até doentes, mas meus filhos foram minha força. Dinheiro a gente não tinha não, mas união, sim”. De acordo com ela, o dinheiro do benefício que passará a receber será para comprar remédio e algumas coisas para comer. “A gente fica velha e aparece um tanto de doença”, disse rindo.


COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Quanto é 1 + 1Responda:

Mais Recentes

AINDA NÃO HÁ NENHUM COMENTARIO, SEJA VOCÊ, O PRIMEIRO A COMENTAR...

Fique Ligado
Jornal
do Sudeste
MENU