Ultimas Notícias
Acionada pelo MP, ex-prefeita de Caldas Novas é condenada por improbidade
15/03/2019
     Contratação irregular de serviço de advocacia motivou a ação de improbidade.Acolhendo pedidos do Ministério Público de Goiás, o juiz Tiago Bentes condenou por ato de improbidade administrativa a ex-prefeita de Caldas Novas, Magda Mofatto Hon, e os dois sócios do escritório de advocacia Marcos Pimenta Advogados S/C, Marcos Pereira Rocha e Marisa Isaías Rocha, em razão de contratação feita sem licitação.

     A ex-prefeita teve seus direitos políticos suspensos por oito anos, deverá ressarcir os cofres públicos em R$ 64 mil e pagar multa civil no mesmo valor, ficando também proibida de contratar com o poder público ou receber incentivos fiscais pelo prazo de dez anos. As mesmas sanções foram aplicadas aos demais acionados.

     A ação, proposta em 2010 pelo promotor de Justiça Publius Lentulus Alves da Rocha, demonstrou que o serviço de assessoria jurídica prestado não possuía nenhuma singularidade capaz de justificar a dispensa de licitação, de acordo com os critérios estabelecidos na Lei de Licitações. Outra irregularidade constatada refere-se aos honorários, considerados muito superiores aos valores cobrados no mercado. (Cristiani Honório / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)


COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Quanto é 4 + 8Responda:

Mais Recentes

AINDA NÃO HÁ NENHUM COMENTARIO, SEJA VOCÊ, O PRIMEIRO A COMENTAR...

Fique Ligado
Aos 59 anos, Brasília vira metrópole e teme violência

Com belezas e problemas, aos 59 anos Brasília tem características de metrópole

CAMINHADA 2019 PARA O BAUZINHO

CAMINHADA 2019 PARA O BAUZINHO

Semana Santa: trânsito nas rodovias deve aumentar em 20% neste feriadão

Maioria de queixas contra bancos é sobre oferta de produtos e serviços. Santander, Bradesco e Caixa lideram ranking divulgado pelo BC.

MP recomenda exoneração de 51 servidores em situação de nepotismo ou como “fantasma”, em Luziânia

Falecimento de Moacir Sampaio

Jornal
do Sudeste
MENU