PM avança no combate à pesca predatória e outros crimes ambientais
05/04/2019
     Quase 4,5 mil pessoas foram abordadas. Com foco no combate à pesca predatória, o Comando de Policiamento Ambiental (CPA) da Polícia Militar realizou 106 abordagens em veículos aquáticos em março de 2019. O número representa um avanço de 15% na comparação com o mesmo período do ano passado.

      “É uma ação que visa manter o equilíbrio da natureza. Além da pesca ilegal, essas abordagens também ajudam na preservação das nascentes e dos mananciais”, afirma o comandante do CPA, tenente-coronel Francisco Jubé.

      O número de acampamentos fiscalizados apresentou alta de 214%. “Infelizmente, existem pessoas que se agrupam para cometer crimes contra o meio ambiente. Por isso, intensificamos nossas ações e avançamos muito para reprimir essas práticas ilícitas”, destaca o comandante.

      Também em março, houve aumento de 124% no número de visitas comunitárias, que são realizadas em escolas e centros educacionais rurais. “Por meio das visitas, a PM promove um grande trabalho de educação ambiental. O foco é conscientizar os estudantes da necessidade de que os recursos naturais sejam preservados”, ressalta Francisco Jubé.

      No mesmo período, foram realizados 499 patrulhamentos, 46 ações de apoio e 70 fiscalizações em empresas. Quase 4,5 mil pessoas foram abordadas. O Comando de Policiamento Ambiental também abordou 2.070 veículos, o que representa um crescimento de 159% na comparação com março de 2018. “As abordagens também servem para colaborar com outras unidades da Polícia Militar no combate a outros crimes, como homicídios, roubos e furtos”, avalia o comandante do CPA.

      Comunicação Setorial Secretaria de Segurança Pública - Mais informações:(62)3201-1027

Untitled Page
JORNAL          SUDESTE