O mundo mudará
06/06/2020
      O mundo está perplexo. Atônito e indefeso. De cabeça para baixo. Todos, sem exceção, foram surpreendidos com o tenebroso coronavírus. Varreu-se da Terra os intocáveis e bravateiros. Os insensíveis ficarão para trás. De alguma forma, toda a humanidade foi atingida.

      Ainda não se sabe quando o vírus assassino será varrido de nossas vidas. Sabe-se o inevitável: o mundo terá que ser passado a limpo. Colocará no lixo do esquecimento, almas ressentidas e odiosas. O planeta conduzirá o renascimento do planeta.

      A reformulação será completa. Hábitos serão filtrados. Espíritos serão pacificados. Haverá mais respeito entre as pessoas. A arrogância, o egoísmo e a intolerância perderão o sentido. A insensatez dará lugar para a paciência. A solidariedade, tão presente e marcante na atual quadra do vírus, permanecerá com lugar cativo nos corações e ações dos homens de boa vontade.

      O ser humano na hora de se reinventar, terá que lutar para expulsar de dentro de si os sintomas do medo, do pânico e do pessimismo. Precisará encher os pulmões de esperanças.Corações afoitos seguramente ficarão mais próximos da paz e do amor ao próximo.

      Da tristeza e o desespero de haver perdido o emprego, amigos e familiares, nascerá o ciclo da tão sonhada e aguardada fraternidade universal.Texto de William Kalil Kalil

Untitled Page
JORNAL          SUDESTE